Sobre pomadas para assadura

 

Entenda a relação entre pomadas para assaduras e fraldas ecológicas e também como escolher a melhor pomada para o seu bebê

 

Quando é realmente necessário usar pomada para assadura?

 

Pomadas para assaduras são consideradas itens essenciais no enxoval do bebê, mas você já se perguntou se realmente é necessário usar pomada para prevenção de assaduras todos os dias?

A resposta é: Não. A pele do bebê (assim como a nossa) é feita para ter naturalmente meios de hidratação, transpiração e auto regulação de temperatura, mantendo-se naturalmente saudável em condições normais. Por isso não deveria ser necessário o uso frequente de pomadas. Mas então porque o uso frequente, muitas vezes até diário, de pomadas para assadura vêm se tornando um hábito entre as famílias e cuidadores? O que acontece é que a maioria dos bebês usam fraldas descartáveis e por isso têm mais chances de ter assaduras. Entenda os motivos:

  • O primeiro motivo é o fato das fraldas descartáveis serem feitas de plástico. Você consegue imaginar a sensação de usar uma roupa de plástico? É a sensação que as fraldas descartáveis causam na pele. Elas são quentes e abafam a pele do bebê, o que faz com que a pele não consiga respirar e isso cria um cenário muito mais favorável para o surgimento de assaduras;

 

  • O segundo motivo é que as fraldas descartáveis possuem muitas substâncias químicas em sua composição. Pense em quantas substâncias químicas há no gel absorvente, nas fragrâncias utilizadas e nos outros diversos materiais plásticos processados que são empregados. Muitos bebês desenvolvem reações alérgicas a essas substâncias e as consequências também são as assaduras e outras dermatites.

Um fato alarmante que revela o potencial perigo representado pela composição química das fraldas descartáveis está na pesquisa citada a seguir: Em 2019 foi realizado um estudo pela Agência Nacional de Segurança Sanitária da França e foram identificadas mais de 60 substâncias tóxicas em marcas de fraldas descartáveis (veja uma matéria completa aqui). Se um estudo como esse fosse realizado no Brasil, você acha que também seriam encontradas substâncias tóxicas? Acreditamos que o resultado não seria muito diferente.

Então, pelos motivos apresentados, o uso de pomadas para assaduras acabou se tornando uma prática comum e, muitas vezes, sem o devido entendimento da real necessidade. A boa notícia é que existe uma alternativa ao uso de fraldas descartáveis que pode ser muito mais saudável para a pele do seu bebê. Antes, entretanto, precisamos falar de algumas situações que devem ser consideradas com bastante atenção.

 

Dermatite atópica e APLV

 

Existem outras duas situações específicas em que o uso de pomadas realmente é necessário, independente da fralda que o bebê use. Essas situações são: Quando  que o bebê tem dermatite atópica ou Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV).

A dermatite atópica é caracterizada pela ausência da barreira de proteção natural da pele, o que provoca uma perda de água frequente e consequentemente a derme é mais ressecada, o que causa lesões avermelhadas, coceira, etc. Veja um artigo completo aqui:
https://www.sbp.com.br/especiais/pediatria-para-familias/doencas/dermatite-atopica-que-doenca-e-esta/

Já o APLV é uma alergia alimentar causada pelo sistema imunológico que reage a proteínas do leite de vaca. Alguns bebês podem desenvolver APLV depois de ingerir alimentos que contém a proteína do leite de vaca, o que pode causar uma reação imune resultando em sintomas alérgicos que podem incluir problemas com a pele (erupção cutânea, urticária, pele seca, escamosa ou coceira) e/ou sistema digestivo (diarreia, vômitos, constipação e refluxo), o que faz com que as fezes fiquem mais ácidas e assim, como consequência, podem ocorrer assaduras no bebê. Para saber mais sobre a APLV veja um artigo completo aqui:

https://www.alergiaaoleitedevaca.com.br/entenda-alergia

Nessas duas situações o uso de pomadas para prevenção e tratamento de assaduras tende a ser muito mais frequente, podendo correr a cada troca, ou conforme prescrição médica. Mas mesmo nesses casos, ou em qualquer outro que seja necessário usar pomadas, é muito importante se atentar à escolha da pomada a ser utilizada no bebê pois, com tantas opções no mercado, há sempre alternativas mais saudáveis que outras. A primeira dica valiosa para uma escolha mais saudável é: verifique a composição.

 

Porque verificar a composição

 

Apesar de um gesto simples, é uma coisa que poucas pessoas fazem. É muito importante verificar a composição de tudo o que você for passar na pele do bebê, desde um simples creme que será utilizado esporadicamente até a pomada de uso mais frequente.

Entre todos os componentes que podem existir em produtos para infantis, destacamos duas substâncias que encontramos com frequência em cosméticos que podem estar relacionados a problemas sérios, como dermatites recorrentes e até mesmo alguns tipos de câncer. Essas substâncias são: Os petrolatos e parabenos

 

Petrolatos e Parabenos

 

Os petrolatos são derivados de petróleo cru que passam por um processo para retirar a parafina e se tornam substâncias gelatinosas e incolores (ou amareladas) e são largamente utilizadas na indústria de cosméticos por conta do seu baixo custo. Ele também pode ser comercializado sob o nome de vaselina, óleo mineral ou parafina líquida.

Os petrolatos são geralmente empregados para dar "maciez”, pois se acumulam facilmente em superfícies e criam uma camada impermeável. Essa barreira impede a perda de líquido natural da pele ou cabelo, por exemplo, gerando uma sensação superficial de maciez.

Há dois pontos negativos em usar produtos com petrolato no bebê: O primeiro deles já age a curto prazo, criando uma camada impermeável na pele do bebê assim que a pomada é aplicada. Essa barreira impede a absorção de nutrientes e a evaporação natural da pele, o que faz com que ela não libere os microrganismos que combatem infecções.

Já a longo prazo, os petrolatos podem estar relacionados com o câncer, porque no seu processo de refinamento eles podem ser contaminados por hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, que são substâncias associadas ao câncer. Isso nos leva a pensar que os fabricantes deveriam ter extremo cuidado nesse processo de refinamento, mas ninguém pode nos garantir que isso está acontecendo, pois no Brasil não existe uma lei que fiscalize esse processo.

Para termos uma noção de quanto isso é sério, nos EUA existe um selo de identificação chamado MadeSafe que garante que os produtos que o possuem, não têm substâncias tóxicas em sua composição e o petrolato está em sua lista de “proibidos”.

Mas e os parabenos?

Os parabenos são conservantes muito usados em medicamentos, produtos de beleza e higiene e até em alimentos. Eles podem causar urticárias ou dermatites na pele. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e a Sociedade Brasileira de Pediatria, os parabenos podem causar alterações hormonais que levam a problemas no sistema nervoso central, infertilidade e até mesmo câncer, tanto em mulheres, quanto em homens. Por esse motivo, o uso de parabenos na produção de cosméticos é proibido em alguns países como: Equador, Bolívia, Colômbia e Peru.

 

Alternativas mais saudáveis

 

Se você leu até aqui, já deve estar com medo de usar pomadas, não é? Mas existem opções saudáveis que podem substituir essas outras citadas. Óleos vegetais, por exemplo, são uma ótima alternativa para manter a pele do bebê hidratada e prevenir o surgimento de as assaduras. Algumas marcas livres de petrolatos e parabenos são:

  • Weleda;
  • Dersani Baby;
  • Mustela;
  • Physalis;
  • Needs;
  • Pura Chuva;
  • Mãe Árvore;
  • Jasminácea.

Essas são alternativas mais saudáveis para o seu bebê e além disso, optar por essas alternativas é uma forma de não incentivar um mercado que produz e comercializa produtos infantis com substâncias tóxicas. Entendemos que, assim como já ocorreu em outros mercados, se houver uma diminuição na demanda por esses produtos, a indústria diminui a produção e começa a pensar em alternativas mais saudáveis também.

Para identificar essas substâncias na composição de cosméticos é importante saber que os petrolatos também podem ser identificados como: Vaselina, óleo mineral, parafina líquida e/ou excipientes.

Já os parabenos são mais fáceis de identificar, pois geralmente estão acompanhados de um prefixo, seguido de “parabeno”. Exemplo: Butilparabeno e metilparabeno.

Agora que você já sabe como identificar pomadas e produtos que podem ser nocivos para o seu bebê e fazer escolhas mais saudáveis, vem uma notícia ainda melhor: Existe uma alternativa que possibilita até dispensar o uso frequente de pomadas para assaduras.

 

Fraldas ecológicas

 

Bebês que usam fraldas de pano ecológicas normalmente não usam pomadas para assaduras. Isso acontece por dois motivos:

Primeiro, a fralda ecológica não possui nenhuma substância tóxica na sua composição, que é basicamente tecido.

Segundo, a fralda ecológica é muito mais arejada e confortável que a fralda descartável. Imagine que é a mesma diferença entre usar uma roupa de pano e uma roupa de plástico. A fralda de pano ecológica permite que a pele do bebê respire e não fique abafada, resultando em uma pele mais saudável.

Aviso importante:

Mesmo com as fraldas ecológicas, a utilização de pomadas pode ser necessária por algum motivo específico como a dermatite atópica ou APLV. Também pode ser necessário usar pomadas para assaduras em situações esporádicas como: Vacinas, introdução alimentar ou nascimento dos dentinhos (que deixam as fezes mais ácidas). Nesses casos é importante escolher uma pomada que não tenha petrolato em sua composição, porque além de representar um perigo para a saúde do bebê, o petrolato cria uma barreira impermeável no tecido interno da fralda que não permite a passagem do xixi para o absorvente e assim, resulta em vazamentos da fralda. Todas as pomadas citadas na lista acima podem ser utilizadas com fraldas ecológicas.

Confira também: Como escolher a melhor pomada para o seu bebê

 

Conteúdo por:

Time Fraldadinhos

última atualização: 12/04/2022

Sobre a loja

Marca brasileira com produção local, estampas autênticas e materiais exclusivos, feitos especialmente para os nossos produtos. Atendimento personalizado e conteúdo digital com dicas e instruções de uso, feito de mãe para mãe. Conta com a gente se você já tem um bumbum de pano ou se está começando agora :)

Pague com
  • PagHiper
  • Mercado Pago
Selos

FRALDADINHOS FRALDAS ECOLOGICAS LTDA - CNPJ: 35.403.803/0001-71 © Todos os direitos reservados. 2022

Acompanhe a Fraldadinhos no Insta :)